Aprendendo a lidar com o passado do parceiro

Todos nós temos um passado, mas para algumas pessoas esse período da vida do parceiro ao qual elas não fazem parte, costuma gerar um incrível desconforto e desconfiança, principalmente quando esse parceiro tem que interagir com alguém do passado dele. Existe casos em que a mulher vive vasculhando o celular do seu parceiro e não pode nem ver que ele falou com a ex-esposa. Esse é um tipo de ciúmes dos graves.

“Você que é assim, pare pra pensar um pouquinho. Alguém gosta de ficar junto do carcereiro? Se você vigiar o seu marido, você vai acabar gerando uma pressão que vai fazer com que ele se afaste. Uma outra coisa, se ele gostasse da ex-mulher, teria ficado com ela e não teria iniciado um relacionamento com você. Ainda uma outra questão muito importante, quem se relaciona com alguém que já foi casado antes e tem filhos, recebe um pacote. Não existe ex-pai, seu marido tem direito e obrigação em relação aos filhos dele. Então, quando você se casou com ele, ele já veio com essas questões, e logicamente, isso vai exigir de você uma tolerância maior, uma compreensão maior para que você possa compor um acolhimento. Efetivamente você vai precisar abrir espaço para que ele possa exercer a função paterna em relação aos filhos. Isso faz parte da relação de quem vive assim.” (Dra. Sueli Meirelles – Psicóloga)

Há aquelas que sofrem de ciúmes com o passado do ex. Toda hora ficam perguntando sobre o passado dele, porque se não, ficam loucas.

“Preste atenção, o passado passou, você provavelmente também tem um passado afetivo. Se nem você nem ele mantiveram essas relações, é porque em algum aspecto não foi satisfatório. Uma outra questão que é uma tria de que sustenta o relacionamento, veja bem, são três partes: vida pessoal, vida conjugal, e vida familiar e amigos. Tanto é importante que seu marido tenha amigos depois de casado, como que você também tenha amigas. Por quê? Porque são interesses diferentes. As pesquisas mostram inclusive, que as mulheres que tem amigas são mais saudáveis. Porque uma coisa são os assuntos femininos e outra coisa são os assuntos masculinos. E se você tem amigas, você vai conversar, vai trocar experiências, vai desabafar. Sabe aquele livro: “Homens são de Marte, mulheres são de Vênus”? É assim mesmo, é separado. Então os assuntos, os temas são outros. Você provavelmente vai conversar com as suas amigas sobre as questões de sentimentos, sobre a moda, o dia-a-dia, as relações. Os homens não gostam de conversar sobre relações, eles vão falar de política, de futebol. Eles vão contar piadas, é um mundo masculino que é diferente do mundo feminino. Se ele como homem, tiver uma vida própria, quando vocês se encontrarem, vocês vão estar mais animados, assim como você também.

Então, procure encaixar esses dois horários, quando ele sai com os amigos, procure as suas amigas, faça algum programa com elas, as vezes, até ver aquele filme. Muitas vezes o homem não gosta de ver filmes, de cinema. Vá ao cinema com suas amigas, faça lanche, faça alguma coisa que seja pertinente ao mundo feminino, e quando vocês se encontrarem, os dois vão estar satisfeitos.” (Dra. Sueli Meirelles – Psicóloga)

 

 

Os comentários estão desativados.