Começando e terminando bem o seu texto

27/03/2018

É preciso primeiramente planejar, organizar e antes de qualquer coisa interpretar a proposta. É comum os vestibulares trabalharem com variadas formas para apresentar o texto a ser produzido, uma delas seria um texto único ou uma frase. Normalmente, a prova do Enem trabalha com vários textos, uma coletânea como dizemos. O que acontece? Você precisa ler a coletânea, relacionar os tais textos de modo a achar semelhanças os discrepâncias, pois isso pode ser vital e importante para a tua produção, para que você chegue a sua opinião, a sua tese a ser defendida.

Pode acontecer também que tais textos da coletânea não sejam apenas textos verbais, mas que sejam também visuais, híbridos, que misturam parte escrita e parte visual. Pouco importa qual o tipo de texto. O que importa de fato é: Você precisa lê-los com atenção. Precisa resgatar cada palavra, cada pista, cada indício que foi ali selecionado pra você, afinal os textos não foram escolhidos a toa ou seja, são textos vitais para que você percorra o caminho do entendimento e não aconteça tal fuga parcial que é superficialmente apresentar um tal tema no teu texto e nem ocorra a fuga total, que ai denota zero, você passou longe do que realmente a banca desejava.

Feito isso, você interpretou, captou o que desejam para a tua produção, certo? É preciso também uma resalva antes de irmos para o próximo passo, a lista.

Gente, assunto é diferente de tema. Assunto é específico, um fato ocorrido ou a situação bastante genérica.

Tema é um direcionamento, o qual você tem que captar. Captou! Ai sim vem para a lista, o primeiro movimento de escrita. Mas não é começar lá a introdução e ir até o ponto final da conclusão. Claro que não! A lista é jogar no papel todas as ideias que vierem na cabeça acerca do tema. Não importa gramática, estética, estilística, nada disso! Joga no papel!

Depois que você jogou no papel tudo o que você pensa acerca do tema levantado, é preciso filtrar. Você vai selecionar as boas ideias, as melhores ideias que vieram ai nessa tua primeira movimentação. Certamente vão ter algumas que vão ser desprezadas, que não serão possíveis de serem desenvolvidas ao longo da tua argumentação. Vão ter outras que até são boas, porém não são fortes o suficiente para convencer o teu interlocutor, o teu leitor, de que o teu posicionamento é de fato o mais correto, verdadeiro, coerente. Então o que você faz nessa seleção? Recorta aquelas que são fortes o suficiente para gerar bons argumentos.Quantos argumentos? Dois ou três. Nem mais nem menos. O ideal é trabalhar com três, desenvolvendo-os em cada um dos parágrafos ordenadamente, separadamente. Fez isso, agora vai para o esquema.

Você vai organizar em tópicos: Qual é a tua tese? Quais os argumentos que você vai defender no teu desenvolvimento?

Conclusão! Reafirmar o tema e qual vai ser a tua proposta de intervenção, a tua proposta de solução para o tema que foi levantado.

Normalmente o Enem trabalha com temática social. Trabalha com situações problemas e você candidato deve organizar suas ideias, refletir, questionar, trabalhar de modo a ter uma boa tese e defendê-la com fortes argumentos.

Josi Motta

Gostou? Compartilhe!

Enviar ComentárioEnvie um Comentário

Olá visitante,